Monotipia: Uma pintura gestual - Parte I



A Monotipia para mim é a pintura do gesto rápido, dinâmico e que mostra o domínio do artista com a forma e o espaço. Além disso, o tempo medido pela prática entre o ato de pintar e imprimir antes que a tinta seque. No meu caso, que uso tinta acrílica e fosca de secagem ainda mais rápida, o trabalho se complica no cuidado de preservar as nuances, as zonas mais claras. A forma que pretendo está definida muitas vezes esboçada em pequenos sketches. Mas também pode ocorrer de plasmar outra coisa porque certamente entre aquilo que imagino e o resultado vai uma grande diferença. O gesto amplo, rápido e certeiro feito arco e flexa deve resultar em um todo satisfatório, os que não são aprovados são descartados. Estes trabalhos são particularmente mais difíceis pelo tamanho 100 x 100.





Tudo tem que estar no ponto exato antes de iniciar, chapa muito limpa, tintas preparadas num ponto de saturação e quantidade de água adequada e com o papel a ser impresso estando bem próximo. Mergulho o grande pincel na tinta , via de regra preta, respiro fundo, concentro e em menos de dois minutos a chapa de 100 x 100 terá que obrigatoriamente estar com toda a pintura-desenho. Rapidamente coloco o branco papel sobre a pintura... Agora nada vejo, é hora de pensar no mistério que está para ser revelado, uma sensação incrível - a impressão. Vou levantando a folha aos poucos porque as variáveis são muitas. É claro que, pela experienência e prática, já sabemos mais ou menos o resultado. Algumas vezes um desastre, mas quando atingimos o resultado desejado é um prazer inimaginável. É uma pintura no escuro, provocativa e fascinante. Essa é minha técnica, existem muitas formas de Monotipia.  Não existe a menor possibilidade de correções e por isso tão fascinante.  



Na América também podemos citar vários artistas praticantes da monotipia como Frank Duveneck, William Merrit Chase, Charles Walker, Maurice Prendergast e muitos outros. Igualmente na Europa vários artistas experimentaram a técnica, como Pablo Picasso (1881-1973) que criou mais de cem , Georges Roualt (1871-1958), Henri Matisse (1869-1954), para citar somente alguns. Nos Estados Unidos temos Milton Avery (1893-1965), Adolph Gottlib (1903-1974), Richard Diebendorn (1922), Robert Motherwell (1915), Mary Frank (1933), Nathan Oliveira (1928) e Jasper Johns (1930), entre muitos outros.




A idéia de que a monotipia é uma "irmã bastarda" da gravura parece não estar longe de mudar. Muitos artistas contemporâneos preferem esta técnica pela execução rápida e versatilidade que ela oferece, fazendo um trabalho sério de grande beleza estética. Em São Francisco, EUA, há um ateliê somente de artistas que trabalham com esta técnica, ponto de encontro de idéias e divulgação de suas imagens.




Monotipia do vídeo acima

*Todas Monotipias do post são de Lou Borghetti. 
Veja mais Monotipias clicando AQUI

12 comentários:

  1. Merci de partager avec nous cette démonstration vidéo.
    Gros bisous

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito do teu trabalho e muito mesmo de ti,
    és uma GURIA pra lá de especial. As monotipias são belas e de grande qualidade, gostaria de poder tocá-las, isto é, ver de perto. Teu texto é muito bom, claro e certeiro. Volta e meia me deparo fazendo essas coisas, faz já algum tempo que não realizo nada nesta técnica que gosto bastante. Tenho algumas guardadas. Espero brevemente podermos trocar figurina. Saudades de Você e do teu Atelier Maravilhoso e das alunas.
    Bom saber que estás a mil.Vou xderetar mais o teu Blog. bjs Herton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu querido amigo adorei teu comentário.
      Navegue muito por esse Blog vais encontrar coisas incriveis. Me ajuda na divulgação fale para todos os teus amigos e até inimigos, quero ver se consigo colocá-lo num lugar de destade junto aos bons trabalhos onde ,não figura nem um sobre arte. Veja Ibere paralelos bjs Lou

      Excluir
  3. Trabalho maravilhoso! Você tem um talento genial

    ResponderExcluir
  4. Bel lavoro con una tecnica che non conoscevo. Quando ero ragazzo preparavo delle forme scavando il linoleum con dei coltellini speciali ed una vota inchiostrato il lavoro lo riportavo su carta. Ma non è la stessa cosa. Brava Lou. Buona serata.

    ResponderExcluir
  5. Ola! Todo Bem! Me nome é Ulisses e visitei o seu Blog.
    Gostei estou seguido. Adicione como seguidor se não se importa.
    Também tenho 4 blogs e gostaria que e o visitasse.
    E se posible entrar como seguidor. Obrigado
    Os meus blogs são:
    http://truquedevida.blogspot.com.br/
    http://olhosdnoite.blogspot.com.br/
    http://melquisarcarde.blogspot.com.br/
    http://concientein.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Lou, obrigado pelo comentário em "Tres tenores da Arquitetura". Reforçando, Le Corbusier foi também um grande artista plástico, e muitos de seus projetos foram releituras dos estilos de pintura e composição que vigoravam na Europa, e da convivencia com a vanguarda artística da época.
    Paulo Bettanin.

    ResponderExcluir
  7. Hola, soy una gran admiradora de sus trabajos. La invito a visitar mi blog http://pinturastrisot.blogspot.com/

    Muchos saludos. Laura.

    ResponderExcluir
  8. enjoyed watching the video, thanks for sharing :)

    ResponderExcluir
  9. Muito interesante . Nunca tentei esta tecnica tambewm n/ao conheço.Onde moro não temos acesso a tudo e olhe que tenho anos de estudos mas limitado ppor sermos do interior e sem podermos sair para grandes centro. Gostei valeu
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. acompanho este blog há algum tempo...porém não seguia porquê achei já seguia rs...
    excelente seu trabalho,suas idéias e comunidade em geral!
    saudações!

    ResponderExcluir

Comentar