Mentes Brilhantes - Fascinantes e Misteriosas


Segundo os cientistas, os autistas só percebem aquilo que é concreto, exato, quanto mais próximo do perfeito melhor. Jamais conseguem abstrair...

Desenhar assim? Só eles... 
O mais novo prodigious savant do momento é o londrino Stephen Wiltshire.
Alem de ser amante da arte, eu sou apaixonada por ciência e filosofia e, fiquei tão impressionada com a qualidade do desenho de Stephen que custei a crer que estava vendo um caso clínico.
Fui pesquisar...

"Eles desenvolvem habilidades excepcionais numa determinada área, mas mal conseguem comunicar-se e relacionar-se com as outras pessoas. Costumamos dizer que são como ilhas de excelência num mar de deficiências", afirma o psiquiatra Estêvão Valdaz.

E o britânico Stephen era exatamente assim. Até os 5 anos de idade não pronunciou uma palavra sequer. Sua comunicação veio através da arte. Dono de um talento e uma memória genial, Stephen é capaz de reproduzir cidades inteiras com riqueza de detalhes que impressiona qualquer especialista. Após um vôo de 2 horas num helicoptero  ele é capaz de memorizar as imagens tal qual uma câmera fotográfica.
Recomendo os vídeos onde são apresentados os desenhos das cidades de Nova York, Tóquio, Roma, etc.




O mais famoso Savant do mundo é o americano Kim Peek, que inspirou o diretor Barry Levinson a fazer o filme Rain Man. Kim Aprendeu a ler aos 2 anos e aos 55 já sabia de cor mais de 7.500 livros.
Derek Paravicini, outro  genial Autistic Savant, é um pianista magistral, vale conferir.

E a útima a quem dedico especial atenção não só pelo fato de ser a única mulher, (a sindrome de Savand é quatro vezes mais frequente entre homens) mas por sua determinação, obstinação e principalmente superação é Temple Gradin, americana, nascida em 1947.



Temple Grandin é Doutora em ciência animal e professora da Universidade do Estado do Colorado. Criou uma máquina no mínimo curiosa chamada "Hug Machine", um dispositivo desenvolvido para acalmar pessoas tensas e ansiosas.   É reconhecida por inumeros trabalhos em favor dos animais e do abate com técnicas avançadas dignas e corretas.


Seu processo intectual não é através de frases, mas sim com figuras, uma representação plástica, como se montasse um cineminha da realidade.
É.... e não é por acaso o belo título de sua autobiobrafia  "Uma menina estranha".

Em 2010 a HBO produziu um filme que é uma verdadeira obra prima. Uma biografia da Temple Grandin com Claire Danes no papel da mesma. Também fica a dica!

"Se a natureza é cruel, nós não precisamos ser."  Temple Grandin